Receba dicas grátis!

Terceirização ou contratação interna? Veja a diferença entre elas para um condomínio

 Terceirização

A manutenção de um condomínio envolve muitos serviços: recepção, segurança, limpeza e zeladoria são só alguns deles. Para que os moradores fiquem satisfeitos, o síndico precisa organizar bem todos os trâmites para que tudo seja realizado com excelência.

Diante dessa situação, a contratação interna e a terceirização de serviços se tornam um impasse. Qual dessas opções é a mais adequada? Ambas trazem vantagens, mas é preciso avaliar bem o que vai suprir melhor as necessidades do condomínio.

Para saber qual a diferença entre a contratação interna e a terceirização de serviços, e definir na prática qual seria mesmo a melhor, acompanhe os tópicos abaixo!

O gerenciamento de funcionários

O síndico, por vezes, fica sobrecarregado com tantas funções. Além de ter que estar atento às considerações dos condôminos, ele precisa administrar tudo o que acontece. Deve controlar os mínimos detalhes.

A terceirização do gerenciamento visa diminuir essa carga. Assim, o síndico não terá a responsabilidade de se preocupar com a frequência dos trabalhadores, nem terá de prover as adequadas orientações sobre suas funções. Os empregados já chegarão para o trabalho com o treinamento adequado e responderão à empresa contratada.

O pagamento de salário e dos benefícios, bem como a substituição de funcionários, caso seja necessária, serão também atribuições da empresa terceirizada, tirando do síndico mais uma inquietação.

Os prestadores de serviço ainda terão seus direitos assegurados, como férias, décimo terceiro e substituições. As contratações internas muitas vezes acabam sendo feitas de maneira irregular e não trazem todas essas vantagens para os profissionais.

A segurança patrimonial

Com as crescentes taxas de criminalidade, é preciso ter bastante preparo para enfrentar situações graves. Os funcionários terceirizados geralmente possuem treinamentos e cursos profissionalizantes que, ao serem colocados em prática, podem garantir a segurança patrimonial.

Além disso, o monitoramento dos equipamentos de segurança, como câmeras e alarmes, ficará a cargo da empresa, que observará com mais profissionalismo toda a movimentação próxima ao condomínio.

A grande diferença de gastos

De acordo com suas características particulares, cada condomínio tem gastos diferenciados. Porém, boa parte deles são direcionadas com as despesas de pessoal e serviços.

Na maioria dos casos, os custos da terceirização são maiores, porém a comodidade na administração é muito maior, criando uma boa compensação em benefícios.

Se o orçamento liberado para a resolução desses serviços não for apropriado para contratar a terceirização de todos eles, é possível escolher apenas alguns e investir, parcelando então as responsabilidades com o síndico.

Os cuidados com a terceirização ou contratação interna

Seja qual for a escolha, alguns cuidados devem ser tomados para evitar problemas. Se a terceirização for feita, solicite referências à empresa. Veja toda a documentação que ateste a sua experiência de mercado.

Em ambos os casos, é fundamental averiguar os pagamentos, de forma a assegurar que as funções estejam sendo adequadamente cumpridas e que seus responsáveis recebam por elas. São essas providências que evitam transtornos trabalhistas e demais prejuízos financeiros.

Terceirizar com certeza melhora os atritos entre os moradores, porém também se perde um pouco do contato humano. Por isso, é importante que o síndico promova reuniões esporádicas para interação e discussão de fatores que dizem respeito à convivência.

E você, vive em um condomínio com serviços terceirizados ou de contratação própria? O que você considera mais vantajoso? Compartilhe esse post em suas redes sociais e contribua para a visão de outras pessoas sobre o assunto!

Adicionar comentário