Receba dicas grátis!

4 motivos para contratar um síndico profissional

contratar um síndico profissional

O síndico representa um papel muito importante dentro da administração do condomínio, bem como de sua boa conformidade e correção. Ele assume várias tarefas para garantir a segurança, o conforto e uma vida mais harmoniosa em comunidade.

Só que, para exercer bem seu papel, existem muitas normas, leis e regulamentos que o síndico deve conhecer. Sem falar na dedicação em nível adequado que a pessoa deve ter perante tantas funções. Por isso, listamos abaixo 4 motivos para contratar um síndico profissional. Leia o post e entenda se essa ideia vale ou não a pena!

1. O adequado conhecimento da legislação

O primeiro motivo para contratar um síndico profissional é de contar com alguém que conheça a fundo a legislação específica (ou seja, a Lei de Condomínios) e outras leis, normas e regulamentos que sejam pertinentes e contribuam para garantir uma boa administração.

A Lei de Condomínio é a Lei nº 4.591/1964. Ela se compõe de títulos, capítulos, seções e setenta artigos.  Vale a pena, para o síndico, conhecer bem essa lei. Mas é importante conhecer também noções sobre leis administrativas, tributárias, penais, contábeis e assim por diante.

O conhecimento suficiente de leis e regulamentos permitirá que o síndico realize uma boa gestão, dentro da legalidade e de forma eficiente.

2. A responsabilidade civil e criminal

A grande verdade é que muitas pessoas não desejam assumir a função de síndico devido à falta de tempo e, principalmente, por causa da responsabilidade civil e criminal que ele deve assumir. Essa responsabilidade está definida no Código Civil.

Quem anseia assumir a função de síndico, pensando que, com isso, irá ocupar uma função superior e ficará hierarquicamente acima dos outros condôminos, está completamente equivocado. Ele não será mais que ninguém e deverá responder pelo condomínio perante a Justiça diante de processos criminais e trabalhistas.

O síndico pode responder em Justiça tanto como proponente da ação quanto como réu, ou seja, como acusado de alguma infração.

O síndico profissional tem qualificação para assumir a responsabilidade civil e criminal.

3. O alto volume de tarefas

Na Lei de Condomínio, estão registrados os deveres de um síndico, mas eles podem ir muito além. É por isso que contratar um síndico profissional é uma boa opção, pois ele deve conhecer bem seus direitos e deveres.

Há a responsabilidade civil e criminal, o recolhimento de tributos, o balanço contábil, a gestão de conflitos e de segurança, a administração de pessoal (Recursos Humanos), a disponibilidade para atender as demandas dos condôminos, a necessidade de proatividade e outras coisas.

O síndico precisa trabalhar no sentido de desenvolver a infraestrutura de segurança e de lazer do condomínio. Quem assume a função de síndico trabalha diariamente e, possivelmente, terá que enfrentar desafios, ficará diante de novos problemas e novas responsabilidades, precisará adotar novos procedimentos. Ele precisa aprender a se preparar para os imprevistos.

Um profissional de uma administradora de condomínios elencou nada menos que 107 tipos de tarefas relacionadas à gestão de condomínios, as quais abrangem desde as medidas legais de segurança (medidas preventivas contra incêndio) até o recolhimento do ISS dos profissionais que prestam serviços no local.

É responsabilidade de um síndico manter o valor patrimonial da construção, sugerir formas de redução de gastos, considerar as tecnologias mais modernas, buscar soluções sustentáveis para os problemas encontrados.

4. A maior imparcialidade e mais profissionalismo

Ao contratar um síndico profissional, os condôminos contarão com alguém que manterá um relacionamento mais profissional com eles mesmos e com os prestadores de serviços, evitando tomar decisões muito partidárias, movidas por emoções ou por preferências pessoais.

Por não ser um morador do prédio, o síndico profissional tende a fazer uma análise mais honesta e equilibrada na hora de dirimir conflitos e propor soluções, priorizando sempre o bem-estar geral da comunidade.

Qual a sua opinião sobre o síndico profissional? Acha que é mais vantajoso contratar um síndico profissional do que eleger um entre os moradores do condomínio? Deixe seu comentário!

 

Adicionar comentário